Disney compra parte da Fox

O grupo Walt Disney anunciou nesta quinta-feira (14) que comprou a 21st Century Fox por US$ 52,4 bilhões. A transação inclui os estúdios de cinema e televisão, redes de entretenimento a cabo e empresas internacionais de TV do magnata Rupert Murdoch.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

JSL reestrutura suas operações e passa a ter cinco subsidiárias

Há cerca de três anos, o empresário Fernando Simões, presidente da JSL, percebeu que o crescimento de quase dois dígitos ao ano no volume de negócios tinha também seu lado ruim. Enquanto garantia expansão mesmo em época de crise econômica, fundamental para uma empresa de capital aberto, trazia o risco de engessar a JSL, reduzindo a agilidade que justamente mantinha a companhia em crescimento.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Camargo Corrêa divide comando da área de construção

Primeira empreiteira a fechar acordo de leniência por envolvimento na Lava-Jato, ainda em 2015, a Camargo Corrêa quer deixar o passado definitivamente para trás. Lideranças do grupo e da empresa se debruçaram neste ano em um processo de reorganização do negócio de construção pesada. O resultado é uma nova configuração, composta por duas plataformas: a Construções e Comércio Camargo Corrêa (também conhecida como CCCC, ou “4C”), investigada na Lava-Jato, e a Camargo Corrêa Infra, nova empresa e subsidiária integral da “4C”.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Arezzo quer abrir até 60 lojas em 2018 e acelerar expansão nos EUA

A Arezzo&Co pretende abrir entre 55 e 60 novas lojas em 2018, número próximo das 50 abertas em 2017, segundo afirmou o diretor Financeiro da companhia, Daniel Levy. Ele falou ao Estadão/Broadcast durante reunião com analistas e investidores da companhia. Além da expansão no Brasil, a rede vai iniciar um processo de ampliação da presença da marca Schutz nos Estados Unidos.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Walmart vai integrar e-commerce e loja física no Brasil

O Walmart está mudando sua estratégia no Brasil e vai integrar as operações de loja física com o e-commerce. Anunciada nesta terça-feira, 5, a decisão de integração representa uma guinada na estratégia do grupo, que tem até sedes separadas para os dois negócios. “Não tem jeito de a gente pensar mais o cliente de forma separada”, conclui Flávio Cotini, presidente do Walmart Brasil.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Primeira S.A. do Brasil vence sua pior crise em 145 anos

Com 145 anos completados em 2017, a mineira Companhia de Fiação e Tecidos Cedro e Cachoeira é a empresa mais velha com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Criada pelos irmãos Bernardo, Caetano e Antônio Cândido Mascarenhas, a Cedro teve seu alvará de funcionamento assinado por dom Pedro II em 1872, constituindo a primeira sociedade anônima do Brasil. Atualmente, a companhia tem escritório em Belo Horizonte e quatro fábricas no interior de Minas Gerais.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Mafra compra Cremer por R$500 milhões

Uma das maiores distribuidoras de medicamentos e materiais hospitalares do país, a CM Hospitalar anunciou, ontem, a compra da Cremer, fabricante de materiais descartáveis na área de saúde, por R$ 499,2 milhões ou R$ 17,58 por ação.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Focada nas classes C e D, Hinode cresce e incomoda as gigantes Natura e Avon

Foi em locais como Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, que a marca de cosméticos Hinode empreendeu um impressionante processo de expansão de números: desde 2014, em meio à maior crise econômica do País, a empresa viu tanto seu faturamento quanto o total de revendedores subir na casa de 1.400% – cerca de 15 vezes. Apostando no poder das classes C e D, a Hinode fechará 2017 com 750 mil consultores e receita de R$ 2,6 bilhões. De mera desconhecida, passou a séria ameaça a gigantes da venda direta, como Natura e Avon.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Fisco autoriza créditos de Cofins sobre Terceirização

                                     Advogado Luca Salvoni: solução de divergência da Receita Federal dá um incentivo adicional para a terceirização

As empresas ganharam mais um incentivo para a terceirização. Depois da edição de uma lei sobre o assunto e da reforma trabalhista, a Receita Federal publicou entendimento que favorece a prática. Por meio da Solução de Divergência Cosit n° 29, definiu que valores gastos com a contratação de mão de obra terceirizada geram créditos de PIS e Cofins que podem ser utilizados para o pagamento de qualquer tributo.

Para continuar lendo CLIQUE AQUI

Os pilares da Empresa Familiar: questões essenciais para uma boa sucessão

                           Por Domingos Ricca, ricca@empresafamiliar.com.br

 Sem dúvida, a figura mais importante da empresa familiar é o fundador, ele é o pilar que sustenta a empresa, foi ele quem concretizou o negócio, e que, definitivamente, é exemplo a ser seguido pelos familiares que trabalham com ele ou que pretendem trabalhar.
Para continuar lendo CLIQUE AQUI