Quinta da Aveleda de Portugal: 100% familiar

 Nosso case vem mais uma vez de Portugal. E, desta vez, nossa empresa é uma vinícola famosa pela qualidade de seus vinhos. Desde 1870, a Aveleda tem sido gerida e cuidada pela mesma Família. A história dos Guedes passou sempre pela Quinta da Aveleda, que já faz parte da identidade da família.

Conhecida e respeitada a ponto de ser destino de visitas guiadas no enoturismo, a Aveleda é um nome que atravessa várias gerações. Os primeiros registros de venda de vinho engarrafado datam de 1870, pela mão de Manuel Pedro Guedes (1837-1899), conhecido pela sua forte vocação empreendedora e considerado o fundador do negócio tal como o conhecemos hoje.

O seu trabalho deu frutos e a qualidade dos vinhos da Aveleda começou a ser reconhecida, como o comprovam as medalhas de ouro arrebatadas nos concursos internacionais de Berlim (1888) e Paris (1889).

Martim Andresen Guedes

Hoje a empresa continua a pertencer 100% à família Guedes, sempre empenhada em manter o legado familiar. Filho de Manuel Pedro Guedes, Fernando Guedes da Silva da Fonseca (1871-1946) deu continuidade ao trabalho de seu pai, aumentando significativamente a capacidade produtiva da Quinta. Sucederam-lhe sete filhos, tendo Roberto Van-Zeller Guedes (1899-1966) liderado o negócio familiar, dedicando toda a sua vida ao trabalho na Aveleda.

A 4ª geração é composta pelos seis filhos de Roberto Van-Zeller Guedes: Fernando, Luís, António, Maria Isabel, Maria Helena e Roberto – que gerem hoje os destinos da empresa em conjunto com a geração seguinte: 14 primos que compõem a 5ª geração.

António A.S. Guedes, um dos herdeiros que hoje comandam a Aveleda, conversou com a revista Empresa Familiar e contou um pouco sobre a vinícola e sobre a forma de gestão familiar, um dos motivos do sucesso duradouro da empresa.

 

A empresa está na mesma família até hoje?

António Azevedo Guedes

Sim, a empresa está na mesma família pelo menos desde a criação do Morgadio da Aveleda, no século XVII. Temos documentos do século XV que nos descrevem as fronteiras da Quinta da Aveleda nessa altura, e que parte delas ainda coincide com as mesmas de hoje.

 

 

Como foi a passagem geração a geração?

Nos primeiros tempos a passagem se foi fazendo pelo filho mais velho, mas, recentemente, sobretudo desde que a Aveleda virou sociedade comercial, a passagem de geração é um acontecimento que é planejado com muita antecedência.

 

Quem comanda a Aveleda atualmente?

Atualmente é a 5ª geração que preside os destinos da Aveleda.

 

Quantas pessoas da família comandam ou administram a empresa?

A empresa é gerida por dois primos, Martim Andresen Guedes e António Azevedo Soares Guedes.

 

Existem controvérsias entre os familiares? Se sim, alguma consultoria especializada foi contratada? De que forma são resolvidas?

Até o momento não existiu qualquer controvérsia entre os familiares. Para isso muito contribuíram a educação e os valores recebidos dos nossos pais, mas também o protocolo familiar que a família decidiu criar em 2003, revisto em 2015. Esse protocolo permitiu estabelecer as regras de gestão entre a empresa e os familiares, ficando bem claros os procedimentos que se devem tomar nas várias situações de conflito ou problemas que possam surgir. Também fica estipulado o acesso profissional dos familiares à empresa, entre muitos outros pontos.

 

O Brasil enfrenta séria crise na economia. Como empresa centenária, que conselho o Sr. daria para o empresário familiar brasileiro superar este momento?

É difícil dar conselho a um país tão distante e com uma cultura tão própria. Eu apenas gostaria de referir que os empresários familiares devem continuar o seu esforço de profissionalizar as empresas, apostando na qualidade dos seus recursos humanos. São os momentos difíceis que fazem sobressair a capacidade das pessoas que trabalham nas empresas.

 

 Algum recado para os leitores da revista Empresa Familiar?

Gostaria de dizer que o Brasil é um grande mercado para a Aveleda e que o vemos como um mercado com muito futuro.