Ricca & Associados

Marcelo Odebrecht ataca família e defende na Justiça direito a R$ 52 milhões

Em sua contestação no processo movido pela empresa, o ex-presidente expõe outros parentes, como os irmãos Maurício e Mônica.

Um histórico das brigas entre membros da família Odebrecht fundamenta pedido feito à Justiça pelo ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht para garantir que a empresa continue pagando parcelas de um bônus de R$ 52 milhões ao qual diz ter direito. A ação movida pela construtora para anular o repasse, o qual reputa ilegal, foi ajuizada em maio.

Marcelo diz tratar-se de retaliação pela sua postura na delação premiada e pede à 1ª Vara Empresarial de São Paulo que reconheça litigância de má-fé. A decisão pode definir se ele vira credor ou devedor do grupo.

A controvérsia opõe mais uma vez Emílio Odebrecht, comandante do conglomerado em meio a um processo de recuperação judicial, e seu filho Marcelo, ex-CEO da empreiteira e responsável por administrar o esquema de propinas que favoreceu dezenas de políticos.

Os crimes são investigados no âmbito da Operação Lava-Jato, da qual ele é delator e pela qual cumpre pena em regime semiaberto.

De um lado, o herdeiro demonstra que o pagamento dos R$ 52 milhões — uma espécie de prêmio por performance referente ao período entre 2013 e 2015 — foi avalizado pelo conselho de administração da empresa.

De outro, a Odebrecht o acusa de coagir executivos da companhia para obter, mediante ameaças escritas de próprio punho quando ainda estava preso, aprovação de valor 1,7 vezes maior do que o realmente devido.

 

Saiba mais através do site: https://valorinveste.globo.com/mercados/renda-variavel/empresas/noticia/2020/06/29/marcelo-odebrecht-ataca-familia-e-defende-na-justica-direito-a-r-52-milhoes.ghtml?utm_source=taboola&utm_medium=exchange&tblci=GiCo0LPdoPwyoHaujh5qQR4A-HZ-kEY00mkZhPj-26JyQSCArUo#tblciGiCo0LPdoPwyoHaujh5qQR4A-HZ-kEY00mkZhPj-26JyQSCArUo