Ricca & Associados

Rede D’Or confirma planos para abertura de capital

A  rede de hospitais Rede D’Or confirmou que está planejando uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), conforme um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na quinta-feira (24).

A empresa, que tem como acionistas a família fundadora Moll, a gestora de private equity Carlyle e o fundo soberano de Cingapura GIC, não revelou quando planeja fazer sua estreia na bolsa de valores e nem a quantia de dinheiro que pretende levantar.

A Reuters informou em agosto que a Rede D’Or havia contratado bancos para um IPO, buscando uma avaliação de pelo menos R$ 100 bilhões.

A Rede D’Or São Luiz, maior rede privada de hospitais do país, pediu nesta segunda-feira o registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O movimento abre caminho para uma emissão de papéis da empresa no mercado de capitais. Mas no pedido encaminhado à CVM a Rede D’Or explicou que seu pedido é para companhia de categoria B, o que pela regulação a autoriza a emitir títulos negociados no mercado, exceto ações ou títulos conversíveis em ações.

 

Saiba mais através do site: https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2019/06/03/rede-dor-sao-luiz-pede-registro-de-companhia-aberta-mas-nao-deve-emitir-acoes.htm